Jovens brasileiros criam projetos sociais para a comunidade LGBT+

O trabalho foi desenvolvido pela Organização

Durante cinco meses, vinte e seisjovens de 18 a 25 anos de todo o Brasilparticiparam de um programa gratuito de incentivo ao empreendedorismo social, o“Embaixadorxs”. O trabalho foi desenvolvido pela Organização não GovernamentalTODXS, criada em março de 2016, com objetivo de coletar e processar dados sobre a populaçãoLGBT+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e outras identidades) e desenvolver iniciativas de alto impacto social.

Entre osprojetosque foram desenhados nesses meses estão: uma Casa de Acolhimento para gays, lésbicas, bissexuais e transexuais expulsos de casa pela família, em Manaus; um programa de capacitação de professores e alunos sobre orientações de gênero e sexual, em Salvador; um livro sobre identidades de gênero em São Paulo e um programa de integração para pessoas migrantes e refugiadas por motivo de perseguição por conta de orientação sexual e identidade de gênero, no Rio de Janeiro.

Em outra frente, há projetos que trabalham com a educação paraprevenção da discriminação de gênero e orientação sexual.

É o caso de Tath Sant’Anna, 22 anos, de São Paulo, que escreve o projeto de um livro com inúmeras terminologias e explicações sobre expressões e experiências de gênero; e o de Vanessa Cerqueira, 21 anos, de Salvador, cujo projeto busca oferecer capacitação e rodas de conversa para professores e alunos da rede estadual de ensino sobre orientação sexual e de gênero.

A ideia da escrita de um livro que compile inúmeras possibilidades de expressões de gênero é auxiliar pessoas no processo de descoberta de seu próprio gênero e ser uma fonte orientativa para quem queira entender melhor sobre o tema.

A fase IMPACTO do programa deve ser lançado em janeiro de 2018. O valor ainda deve ser definido e a TODXS busca parcerias para o financiamento.

A criação da TODXS

A TODXS foi criada em março de 2016, com objetivo de coletar e processar dados sobre a população LGBT+ e desenvolver iniciativas de alto impacto social, focadas em três pilares: sociedade, governo e empresas. A organização conta atualmente com 58 membros voluntários divididos em dez estados brasileiros e três países e se mantém através de investimentos de seus cofundadores, da venda de ingressos de eventos e editais de financiamento de organizações internacionais.

Além do programa Embaixadorxs, a ONG desenvolveu o primeiro aplicativo brasileiro que compila mais de 700 normas brasileiras de proteção à população LGBT+, o TODXS App, disponível para ser baixado gratuitamente em sistemasAndroideIOS. A organização também realiza eventos de capacitação online e consultorias a empresas.

Fotos: divulgaçãoTERRA

Deixe um comentário