HBSH destaca a importância de se fazer higienização do celular para evitar infecção

Todos os profissionais que trabalham em serviço de saúde ou mantém contato direto ou indireto com os pacientes devem higienizar as mãos

Que o celular já faz parte da vida da maioria das pessoas todo mundo já sabe. O que poucos sabem, é que os aparelhos celulares carregam uma grande quantidade de fungos e bactérias por conta do uso constante e da falta de higienização do equipamento e, principalmente das mãos.

A preocupação com relação ao uso contínuo e frequente desse tipo de aparelho, fez com que a direção do Hospital Beneficente Santa Helena (HBSH) fizesse um trabalho de orientação à população e de seus funcionários sobre a importância da higienização dos celulares, principalmente àqueles que trabalham diretamente à assistência de pacientes.

“Todos os profissionais que trabalham em serviço de saúde ou mantém contato direto ou indireto com os pacientes devem higienizar as mãos, que é uma das partes mais contaminadas, para controlar o risco de infecção hospitalar e impedir a transmissão de germes e higienizar também o celular. É uma realidade que temos que assumir e fazer o máximo possível para impedir uma contaminação. Essa mesma orientação vale para a população em geral”, informou Dr. Marcelo Sandrin, presidente do Santa Helena.

Sandrin comenta ainda que o ideal seria procurar um médico especialista para dar as orientações corretas. “As recomendações ainda não estão muito claras, mas a proteção dos aparelhos com papel filme transparente é muito importante, pois, facilita a higienização com álcool. O ideal e mais recomendado é que não leve o aparelho para essas unidades ou faça a higienização depois da visita ou do manuseio de um paciente. O cuidado deve ser tomado para evitar problemas futuros”.

Deixe um comentário