Documentário brasileiro sobre os impactos ambientais da construção de hidrelétricas tem estreia internacional na Malásia

O Complexo vai ser exibido amanhã dia 24/10 durante a 10ª edição do Kuala Lumpur Eco Film Festival.

"Cada vez que uma nova barragem é anunciada pelo governo, eles sempre dizem a seguinte frase: desta vez vai ser diferente." Segundo Felício Pontes, procurador da República, a realidade mostra que as promessas são da boca para fora e cada nova hidrelétrica contribui ainda mais para o desequilíbrio ambiental e o desespero das comunidades atingidas. O retrato é pintado pelo curta documental "O Complexo", a ser exibido durante o Kuala Lumpur Eco Film Festival, KLEFF, cuja missão é celebrar o poder dos filmes para inspirar, educar e motivar as audiências. O documentário relata as obras de quatro usinas hidrelétricas e de uma série de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) que sobrecarregam a bacia do rio Teles Pires e sacrificam a vida de diversas pessoas. Durante a produção do filme, havia oplanejamento de construção de mais duas usinas, que poderão resultar em mais impactos ambientais. O filme, produzido pelaForest Comunicação, é dirigido por Thiago Foresti e realizado em parceria com o Fórum Teles Pires e o Instituto Centro de Vida (ICV). O contraste da formalidade dos pronunciamentos oficiais e das imagens de truculência nas aldeias denuncia e provoca a reflexão sobre os bastidores da política de geração de energia no Brasil. Licenças ambientais irregulares, a violência contra os indígenas, a destruição e a incerteza são fatores de uma longa cadeia que começa na idealização dos projetos e se estende até a finalização das obras mais caras do país. A magnitude das usinas é pequena comparada às consequências ambientais e aos danos sociais. “O Complexo” alerta os brasileiros e, agora, o público internacional, sobre os efeitos negativos da energia hidrelétrica, considerada uma “fonte limpa”. O 10º Kuala Lumpur Eco Film Festival (KLEFF) acontece entre 23 e 29 de outubro. A programação conta com atividades culturais e artísticas, fóruns de debate e a exibição de filmes sobre a proteção da vida selvagem, a mudança global do clima, produção sustentável de alimentos e direitos dos povos indíegnas. O debate sobre esses temas é fundamental para gerar as mudanças que precisamos operar no mundo. Você pode assistir o trailer do filmeaquie acompanhar osite oficial do festivalpara saber mais.

Pármenas Alt28,044 Postagens

A estrada é longa e o tempo é curto. Não deixe de fazer nada que queira, mas tenha responsabilidade e maturidade para arcar com as consequências destas ações.

Deixe um comentário