Delegado João Bosco não afirma mas o crime do empresário em Chapada pode ter sido encomendado

O empresário Raul Monteiro, de 46 anos, seqüestrado às 21:00 Horas em sua casa, em Chapada dos Guimarães,foi encontrado morto pela manhã deste sábado com dois tiros na cabeça. O corpo foi localizado na entrada da Chácara, “Toca da Loba”, a aproximadamente 100 metros do asfalto da rodovia Emanoel Pinheiro. O Delegado Joaõ Bosco, responsável pela investigação do caso disse que a priori se trata de um crime de execução, podendo ser um crime de mando ou não. Raul era proprietário do Institucional MT de Pós-graduação (IMP) que existe há seis anos no Estado e tinha representantes em Mato Grosso do Sul, Rondônia e Acre. O empresário foi encontrado no porta-malas de sua picape Pajero Full cor prata, com as mãos amarradas para tras e com uma bermuda servindo de capuz, o que tirava a sua visão. Conforme informações da autoridade policial, teria sido executado as 03:00 horas da manha deste sábado baseado nas informações colhidas com vizinhos do local do fato,que teria ouvido os disparos da arma usada para o crime. O empresário foi imobilizado e colocado no porta malas do seu veículo quando chegava em sua casa em chapada, juntamente com a sua filha de 15 anos de idade, que foi tambem amarrada e deixada em um dos cômodos da casa. No carro, os peritos localizaram um projétil no assento dianteiro e outro na lateral esquerda da parte traseira, no exato lugar onde foi executado,ficando comprovado com isso que a vítima esteve viva por mais de seis horas do sequestro, conforme informações prestadas pelo delegado João Bosco, do local da ocorrência. Da Redação: Parmenas Alt

Pármenas Alt27,961 Postagens

A estrada é longa e o tempo é curto. Não deixe de fazer nada que queira, mas tenha responsabilidade e maturidade para arcar com as consequências destas ações.

Deixe um comentário