Assembléia realiza campanha de doação da medula óssea

Numa iniciativa do Programa QualiVida, coordenado pelo Planejamento Estratégico e executado pela Secretaria de Recursos Humanos, a Assembléia Legislativa realiza a campanha de doação de medula óssea no próximo dia 3 de outubro, das 8 às 17 horas, na entrada principal da Casa. A intenção é cadastrar o maior número possível de doadores, a fim de aumentar as chances dos pacientes que necessitam de transplante e que dependem da compatibilidade da medula. A campanha é resultado da parceria do Hemocentro de Mato Grosso que vai disponibilizar a equipe na sede da AL para o evento. Além das informações pessoais, é colhida uma pequena amostra de sangue do candidato a doador durante a realização do cadastro. Para o coordenador do Planejamento Estratégico, Abílio Camilo Fernandes Neto esta é mais uma iniciativa da AL voltada para a sociedade mato-grossense. "É uma ação de responsabilidade social da Assembléia". Ele espera o engajamento dos colaboradores na participação efetiva da campanha, "visando criar possibilidades de qualidade de vida melhor para aqueles que esperam por um transplante de medula". De acordo com a assistente social do Hemocentro, Heloise Angélica Amorim Dias, Mato Grosso, que aderiu a campanha em 2005, possui 3,2 mil pessoas cadastradas. No país, são 400 mil doadores. "O objetivo do Instituto Nacional do Câncer do Rio de Janeiro (INCA) é chegar a 1 milhão de doadores em todo o país", disse, ao explicar que a chance de encontrar uma medula compatível no Brasil é de uma em 100 mil. No entanto, esse índice aumenta em 25% se o doador for um membro da família. Para doar é preciso ter entre 18 e 55 anos de idade. O QualiVida desenvolve ações que visam melhorar a qualidade de vida dos funcionários da Assembléia Legislativa. "Nosso foco é desenvolver ações sociais. Por isso, abraçamos mais essa campanha com o apoio da Mesa Diretora, CredLegis, Sindal e Assalmat", disse a assistente social e gerente do Programa QualiVida, Rosemira da Costa. Ela também destacou o sucesso da Campanha de Doação de Sangue desenvolvida também com o Hemocentro, quando foram recolhidos 120 bolsas de sangue de aproximadamente 300ml cada. O cadastro de doador fica no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome). A atualização dos dados pode ser feita pelo email: redome@inca.gov.br ou pelo telefone 21.3970-4100. A campanha mostra a importância do ato de doar a medula óssea, que é a matriz do sangue, ela contém células mãe (células tronco) que dão origem aos glóbulos brancos e plaquetas. TRANSPLANTE - Os pacientes que necessitam de transplante são os portadores de doenças que comprometem a produção de sangue pela medula, como a Leucemia e Aplasias de Medula Óssea e crianças com algumas doenças genéticas. O ato de doar é seguro, não dói e as células se refazem rapidamente. Itimara

Pármenas Alt28,044 Postagens

A estrada é longa e o tempo é curto. Não deixe de fazer nada que queira, mas tenha responsabilidade e maturidade para arcar com as consequências destas ações.

Deixe um comentário